quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Desconstruções


imagem: google

Minha vida muitas vezes fica
tão distantes dos meus poemas...
Quando as coisas aqui estão mal,
mando os poemas passearem
em outro astral.

E digo: Vão viver!
Vão esquecer
as preocupações dos mortais.

Os poemas são demais...
Eles têm vida própria.
É por isso que não gosto
de controlá-los ditando regras,
programando suas direções...

Meus poemas são desconstruções.
Estou desconstruindo tudo
para ver se ganho outras visões.


AJ Cardiais

Nenhum comentário: