segunda-feira, 24 de junho de 2013

Negra Flor, Negro Amor

imagem: mariella santiago (revista muito nº 44)

Este seu biquíni branco,
negra,
mostrou-me o quanto
te desejo.

Cobriria você de beijo,
com muito calor,
se você sentisse
o frio do amor.

Negra, você seria
uma bela poesia,
se poesia andasse.

Ah negro amor...
Negra, a minha dor
é só te ver andar no andor.

AJ Cardiais

2 comentários:

Ana Bailune disse...

Bonito e criativo!

AJ Cardiais disse...

Obrigado Ana. Vi o ensaio fotográfico da cantora Mariella Santiago e nasceu este poema. Um abraço.