quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Disparidade

imagem: google

O tempo me enxotou
para escanteio...
Hoje vivo num devaneio
construído de frases.

Leio tudo, entendo nada.
Quando entendo, complico.
De ideia em ideia, multiplico,
rimando a palavra velada.

Díspares: palavra privilegiada,
que quer dizer desigual.
Tudo tão bem natural,

como escrever este soneto:
a rima bate em meu peito
e eu chuto, sem preconceito.

A.J. Cardiais
22.09.2014 

Nenhum comentário: