sábado, 29 de março de 2014

Piano em Desalinho





















Deus,
o Senhor plantou-me aqui
e fez de mim assim:
um ser amorosamente errante,
cheio de vida inconstante...
Um nômade da arte.

Sou um buscador
da razão de estar aqui,
e ostentar este brasão,
este troféu ao existir.

Por Ti ou por mim, não sei,
lanço-me à vida,
à busca desenfreada de guarida
e de relento...

Por Ti, à todo momento,
eu bebo, eu peco...
Dou-me ao contentamento
e à angustia de não saber
o que Queres de mim.


A.J. Cardiais
05.04.2005
imagem: google

2 comentários:

Marli Soares Borges disse...

Linda imagem! Adorei. Bjs Marli

Anorkinda disse...

angústia e contentamento andando juntos, é coisa de poeta! :)