quarta-feira, 17 de junho de 2015

Carta de Apresentação





















Consta nos anais da literatura
que o poeta A.J. Cardiais
é um homem sem cultura.
Posto que, a esta altura,
só trata de coisas banais.
Sua rima é muito pura...
Não é como as dos intelectuais:
estudadas, rebuscadas e coisas e tais...

Pelo fato de ser
um sujeito indisciplinado,
não vou me comprometer
ao analisar o seu “riscado”.
(isso para mim são riscos)

E por falar nisso,
estou correndo o risco
de ser mal interpretado
e ser amaldiçoado
por este Poeta Maldito.

Ele diz: vale o que tá escrito!
Eu digo: muito bonito...
Mas cá no me íntimo,
estou achando uma droga...
Mas cadê a droga do meu remédio
para dor de  cabeça?
Pois já estou com enxaqueca.

A “obra” desse Poeta
metido a bosta,
me deixou uma merda...
(e ainda tem gente que gosta)

Bom, para finalizar,
não tenho nada a declarar,
só a lamentar.

A.J. Cardiais
21.08.2009

2 comentários:

ltslima de av e alc disse...

Ai Poeta, eu que te achava antipático,enganei-me, me desculpa.és mais do que os metidos a Intelectual, és gente, amor, ternura.sou tua fan.amei seu blogger.voltarei se me permitir.lindo tudo que li, até a palavra...bosta...adorei, ps ha pessoas que vale menos que bosta.é de coração.lindo fds, a ti e familia.

A. J. Cardiais disse...

Obrigado Tereza (é este o seu nome?). Foi muito gratificante ler seu comentário (até o que me achava antipático rsrs). Beijos poéticos